João Farkas: um fotógrafo com as lentes no Pantanal

0

Não podemos falar sobre o Pantanal sem citar João Farkas, fotógrafo participantes e um dos organizadores da iniciativa Documenta Pantanal. João codirigiu, ao lado do diretor Jorge Bodanzky, o filme ‘Ruivaldo, O Homem que Salvou a Terra’, que originou todo o pensamento na criação de nossa iniciativa. O documentário levou para a tela, por meio do personagem central que dá nome à obra, a luta diária para sobreviver diante das consequências do assoreamento do Rio Taquari. Além do filme, é um grande fotógrafo da natureza e do ‘homem’.

Em abril de 2020, em uma parceria com o Documenta Pantanal e Edições Sesc, Farkas vai lançar seu livro ‘Pantanal’ com fotos coletadas ao longo de 6 expedições no Pantanal.
A seguir, conheça um pouco sobre sua história!

Foto de João Farkas/Pantanal

Quem é João Farkas?

João Paulo Farkas é um observador da cultura popular, amante da relação entre homem e natureza. No Brasil, principalmente, guarda em seu acervo contextos considerados magníficos da Amazônia, Pantanal e do Sul da Bahia. Utiliza a luz e a cor vibrante natural da natureza para registrar momentos e imagens magníficas. Além de registrar, ele faz o convite para uma reflexão crítica sobre a identidade brasileira. Isso acontece de forma diversa e intensa, entre homem e natureza. Busca conectar esses dois fatores e equilibrá-los, mostrando que existe algo em comum entre ambos. Ao analisar suas fotografias, é nítido também seu interesse no caráter das pessoas. Sua ideia é mostrar, através da imagem, o dia a dia e a personalidade destes indivíduos.

Começou seus estudos graduando-se em filosofia pela Universidade de São Paulo e, posteriormente, mudou-se para Nova York, onde estudou no International Center of Photography (ICP) e na School of Visual Arts (SVA). Em sua longa trajetória, já foi fotógrafo correspondente da Veja e da IstoÉ, onde foi também editor de fotografia.
“O meu trabalho tem sempre um caráter poético e um diálogo permanente com a tensão entre o transitório e o transcendente, entre o episódico e o universal, entre o imanente e o ideal. Até por isso sou obrigado a uma conversa inescapável com as questões da beleza, tão fora de moda no território das artes nestes dias de horrores vários.”, afirma João Farkas.

Acervo de João Farkas/Na foto: João Farkas, Xandy, Daniela Mercury J Cunha

A obra ‘Ruivaldo, O Homem que Salvou a Terra’

Assim como é citado em nosso site: “A obra, que evidencia a degradação gerada pelo assoreamento dos rios e suas muitas sequelas na região, encontra em Ruivaldo Nery de Andrade seu eixo central. Segundo a produtora e também organizadora do Documenta Pantanal, Mônica Guimarães, a força e a criatividade dele para lutar contra as muitas intempéries causadas pelo assoreamento do Rio Taquari são o pilar de sustentação do documentário. Ela ainda afirma que, “mais do que um personagem real, ele é um homem que, junto de sua família, nunca desiste. Movido por sua intensa paixão pelo Pantanal e sabedor de sua fragilidade, Ruivaldo luta para salvar a terra onde nasceu e criou seus filhos”, diz, afirmando que Bodanzky e Farkas foram muito felizes ao registrar e contar essa história. Produzido entre março de 2018 e agosto de 2019, o documentário tem duração de 46 minutos e foi filmado em várias regiões do Pantanal. Nesses 17 meses foram realizadas seis viagens para pesquisas, entrevistas e tomadas aéreas com drone. No total, 44 profissionais estiveram envolvidos diretamente na produção, que utilizou aviões de pequeno porte, embarcações, carros e barco voadeira como meio de locomoção pelo extenso bioma.”

O Pantanal na vida de um fotógrafo

Para João Farkas, a fotografia tem um papel importantíssimo na natureza. Além de sua paixão por fotografar e registrar o momento desejado, acredita ser uma ferramenta para gerar recurso de conservação. Esses recursos podem variar, podendo ser para estudos da região, ecoturismo, disseminação de conhecimento, entre outros. Outra característica marcante é sua preocupação com a sustentabilidade. Todos os projetos que já participou ou que participa e ações sobre o tema, têm como finalidade a contribuição para o desenvolvimento ambiental, social e econômico de determinada região. Seu trabalho é importantíssimo para a fauna e flora do Pantanal.

Sendo assim, como membro do Documenta Pantanal, João participa de reuniões e ajuda em tomadas de decisões importantes para o desenvolvimento dessa iniciativa  que pretende contribuir tão importante para ao bioma.

Algumas de suas obras fotográficas

Amazônia

Acervo de João Farkas/Amazônia, ‘natureza’
Acervo de João Farkas/Amazônia, contraste entre homem e natureza
Acervo de João Farkas/Amazônia, contraste entre homem e natureza

Pantanal

Acervo de João Farkas/Pantanal
Acervo de João Farkas/Pantanal
Acervo de João Farkas/Pantanal

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Documenta Pantanal
Proudly powered by WordPress | Theme: Shree Clean by Canyon Themes.