DO
CU
MEN
TAR

Filmes

Foi com o documentário Ruivaldo, o Homem que Salvou a Terra, de 2019, que o Documenta se constituiu como iniciativa. Na trilha aberta pelo filme, outros projetos vêm ajudando a desenhar um mapa mais fiel do bioma hoje.

Ruivaldo, o Homem que Salvou a Terra

Documentário, 45’, 2019
Direção: Jorge Bodanzky e João Farkas
Realização: Documenta Pantanal

Acelerado pelo manejo incorreto de resíduos agrícolas, entre outros impactos da ação humana, o assoreamento dos rios é uma ameaça real à integridade do bioma pantaneiro. A região do rio Taquari vive uma tragédia ambiental, com grandes extensões de terra inutilizadas por inundação permanente ou erosão. O documentário desenha esse cenário a partir da fala e da luta de Ruivaldo Nery de Andrade, proprietário local que desenvolveu um sistema de diques artesanais para salvar sua terra e garantir a sobrevivência da família.

Finado Taquari

Documentário, 22’37”, 2020
Direção: Frico Guimarães
Realização: Documenta Pantanal

Na região de Corumbá, a tripulação do barco 20 de Janeiro mantém, como pode, a atividade de transportar passageiros, animais e carga por um Taquari assoreado. Via fundamental de acesso para muitas populações ribeirinhas, o rio já perdeu 150 quilômetros de leito. O filme foi premiado no 4º Festival de Cinema de Jaraguá do Sul e no Cine.Ema – Festival Nacional de Cinema Ambiental do Espírito Santo, ambos em 2021.

Jaguaretê-Avá Pantanal em Chamas

Documentário, 74’, 2020
Direção: Lawrence Wahba
Apoio: Documenta Pantanal

Retrato pungente dos incêndios que consumiram 26% do Pantanal em 2020, e do trabalho incansável de brigadistas, veterinários e voluntários em meio às chamas, o filme investiga o que é urgente para evitar que a tragédia se repita. Disponível na plataforma Globoplay.

Okavango, O Pantanal Africano

Documentário, 35′, 2020
Direção: Marco Antonio Corrêa Calábria e Bruno Calanca Nishino
Apoio: Documenta Pantanal, Instituto Homem Pantaneiro, Pandhora, Rede de Proteção e Conservação da Serra do Amolar e SOS Pantanal

Uma viagem pela região africana que pratica um turismo calcado na preservação.

O Documenta também pesquisa, produz, reedita e apoia foto-livros, ensaios históricos e publicações científicas que ajudam a entender a importância natural e cultural do Pantanal.